sábado, 11 de maio de 2019

ENQUANTO ISSO EM TODA PARTE



enquanto isso em toda parte

a siririca mãe de todas as punhetas
sonoro verso faz, melada melodia;
e, se você que lê, meloso, a repudia,
ainda há de provar da dor de ser maneta...

se o mundo fosse justo, abstinha-se das tretas;
do jeito que tem sido, afaga mas judia,
judia de Raquel enquanto casa Lia,
e, o mundo, o faz girar caralhos e bocetas.

a siririca pode, às vezes, sofrear
a guerra entre nações dispostas ao combate,
está nas nossas mãos ter sorte ou ter azar...

e em campo de batalha ou roça de abacate,
dos males o menor é ver a mão pecar,
punheta e siririca é coisa que se bate!


marcos satoru kawanami

Um comentário :

Jaime Guimarães disse...

É aquela coisa: nada que uma mãozinha não resolva. :p