sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

alheio ao cérebro

Catedral - Artêmio Fonseca de Carvalho Filho


alheio ao cérebro

de tudo quanto guardo na memória,
alheia-me do cérebro a mais viva
vivência, transcorrida na instintiva
idade de uma mente extracorpórea.

depois, em profusão de copa arbórea,
neurais sinapses, tino que nos criva
na cruz da nossa humana e purgativa
jornada até que venha o fim da história.

por isso tenho apreço a fase dantes,
a fase do ideal que permanece,
a fase consistente e mais constante.

e, após a copa arbórea que perece,
revele-se ela tão dessemelhante
na vida que de crivos não padece.


marcos satoru kawanami


15 comentários :

Andreia Morais disse...

Fantástico poema!

r: Obrigada por essa partilha :)
Bom fim-de-semana*

Elyane Lacerdda disse...

Amei esse poema,querido poeta!
Amo a fase consistente que permanece!
Bjos no coração e boas festas!
Até 2018!
Sua amizade é um presente para mim!
ttp://www.elianedelacerda.com

Aleatoriamente disse...

Muitas vezes grandes vivências fogem-nos.
Talvez, como checagens que não se aprofundam da mente, através das quais o inconsciente se desvela.
Ou as unificamos por repeti-las e elas já estão próximas aos conflitos íntimos.
Seu texto é muito lindo e intrigante,
diria uma resumo dos arquétipos
(marcas antigas).
Gostei muito de vir aqui hoje.
Feliz Natal Marcos e um Ano Novo radiante de Luz, Paz e Amor

M. Fernanda

Diana Fonseca disse...

Precisamos de mais fases dessas.

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Bonito e interessante!
Muito bem concebido esse poema!
Abraço
Olhar d'Ouro - bLoG
Olhar d'Ouro - fAcEbOOk

Rapha Barreto disse...

Palavras difíceis que formam um pelo poema. Parabéns!

Ótima semana,
http://mylife-rapha.blogspot.com

Gil António disse...

Poema encantador.

.
Boa tarde. Passando, lendo, vendo, apreciando, gostando, e deixando votos de um Natal Muito feliz, extensivo a toda a família e amigos.
.
hoje: *Teus lábios, de amor, queimando*
.

Andreia Morais disse...

r: Se calhar é isso. E agora ainda está mais barato (2,40€)

Andreia Morais disse...

Espero que esteja a ser um excelente Natal 🎄

r: Muito obrigada!

Fábio Murilo disse...

Ótimo poema. De uma profundidade ímpar. Meio místico, achei. Abraços!

A Casa Madeira disse...

Precisamos de mais constância.
Muito belo.
Bom 2018.
Abraços.

Andreia Morais disse...

Espero que o Natal tenha sido maravilhoso! E aproveito já para desejar umas ótimas entradas no novo ano, que está quase, quase aí :)

Andreia Morais disse...

r: Obrigada e igualmente :)

Rapha Barreto disse...

E chegamos mais a um fim de ano, adorei o post e Feliz 2018!

Abraço,
http://mylife-rapha.bogspot.com

Rafaela Figueiredo disse...

É preciso transcender...
Vc é impecável, Marquitos!

Bjs