segunda-feira, 1 de maio de 2017

NÃO ESCRITO - "Apelos pela paz são comoventes" (Glauco Mattoso)


NÃO ESCRITO

Ainda que bastante imaginada,
e sendo essencial em toda vida,
a paz tem sido sempre preterida
a tranco de fuzil, a fio de espada.

Caim matou Abel, e começada
estava a história tanto repetida
das guerras, todas elas fratricidas,
enquanto a paz jamais foi retomada.

Loucura ou desrazão, porém maldade
melhor define esse pendor maldito
a se autoflagelar a humanidade.

Discurso pela paz é bem bonito,
mas não têm tais discursos validade,
porquanto este daqui não foi escrito.


Marcos Satoru Kawanami



SONETO BÉLICO [273]

As armas, munições, armazenadas
são muitas vezes mais suficientes
para extinguir da Terra seus viventes,
e continuam sendo fabricadas.

Revólveres, canhões, fuzis, granadas,
torpedos, mísseis mis, bombas potentes,
festim, balas Dum Dum, cartuchos, pentes,
martelos, foices, paus, facões, enxadas.

Romanos, que eram bons de guerra e paz,
disseram: "Si vis pacem, para bellum.":
Parece que os modernos vão atrás.

Não quero exagerar no paralelo,
mas quanto menos ronda a bota faz,
mais folga ostentará o pé de chinelo.

Glauco Mattoso



SONETO PACIFISTA [274]

Apelos pela paz são comoventes:
Parece até que toda a raça humana
ou quase toda, unânime, se irmana
na firme oposição aos combatentes.

Campanhas e cruzadas e correntes
envolvem muita mídia e muita grana,
mas nada se compara à força insana
do gênio armamentista em poucas mentes.

Pombinhas, flores, nada disso importa
na hora da parada militar,
se acharmos que o perigo bate à porta.

A fim de protegermos nosso lar,
deixamos que haja tanta gente morta,
mas não aqui: só lá, noutro lugar.

Glauco Mattoso

5 comentários :

Rapha Barreto disse...

A humanidade sempre tende as guerras, como se gostássemos desta desordem.
Adorei os poemas, tantas verdades em tão poucas linhas.

Boa semana,
http://mylife-rapha.blogspot.com

Arco-Íris de Frida disse...

O caos se instaurou no mundo,isso é fato... mas, as vezes, é de se pensar que talvez a exceçao seja a paz...

Elyane Lacerdda disse...

amigo,
eu tbm gostaria de viver num mundo melhor,
com mais paz, mais amor,
esse mundo em que vivemos nos amedronta e nos afasta das pessoas...
bjos amigo poeta!
http://www.elianedelacerda.com

Paulo Vitor F. da Cruz disse...

A paz é uma coisa sem preço, mas vivemos em uma sociedade capitalista, o que relativiza muitas coisas.

*Que série de versos empolgantes! Parabéns!

Abraço.

Elyane Lacerdda disse...

Passando para desejar um lindo fds w um maravilhoso dia das mães,amigo!
http://www.elianedelacerda.com