quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

BESTEIROL


BESTEIROL

Calor vira energia, vira vida,
vira pressão, que vira movimento,
vira pasto pro burro e pro jumento,
e assunto pra comadre intrometida:

— A moça parecia derretida
de amores, só pensando em casamento,
mas no calor estava o fundamento
do quebranto de que era acometida. —

Com calor, há mais pausas no trabalho
para se beber água e descansar,
e de uma dessas pausas cá me valho.

Mas, sendo besta, ponho-me a bestar:
conjuntura pior é a do caralho,
no escuro e no calor sem respirar.


Nhandeara, 3 de fevereiro de 2016
Marcos Satoru Kawanami