sábado, 21 de novembro de 2015

TREM


TREM

É muito estranhamente apetecido
um apogeu, sabendo que lhe segue
a lei da decadência, à qual, entregue,
ladeira abaixo vai quem tem subido.

Subindo um monte, espera distraído
a hora de descer, isso não negue
quem da dinâmica beber consegue,
ou quem bastantes montes tem descido.

Então, é natural que a Humanidade
por senda sinuosa sempre esteja
sentindo algo parelho à Gravidade.

E, quem no escuro vê, que agora veja
a luz no fim do túnel da maldade,
e, findo todo o Tempo, a Eternidade.


Nhandeara, 21 de novembro de 2015
Marcos Satoru Kawanami