sábado, 28 de novembro de 2015

A INAUDITA DO CONSERVATÓRIO


A INAUDITA DO CONSERVATÓRIO

Nos fundos do conservatório, habita
clarinetista muda e mutuária,
que teima nessa vida proletária,
e teima em prosseguir inda inaudita.

Cantar não deixa nem a periquita,
por quem se cantariam quantas árias
quisesse, se ela fora perdulária
em termos de dar malho para brita.

Mas passa linda e loira, casta... e casta,
sem nunca reparar na silhueta,
usando sempre a mesma roupa gasta.

Também não reparando na etiqueta,
eu acho que ela pode dar um basta
na surdina que impõe à clarineta!


Nhandeara, 28 de novembro de 2015
Marcos Satoru Kawanami


10 comentários :

Laura Santos disse...

Ah Marcos, uma inaudita clarinetista, e um inaudito soneto!
Muito interessante a relação entre a citação do S. Beckett e o verso final.
Que a clarinetista deixe de passar-se despercebida. :-)
xx

manuela baptista disse...

quem olha à roupa gasta, se a música for boa?

mas se estrear um vestido lindo, será um irresistível compasso


um abraço, Marcos

ReltiH disse...

UN TEXTO MUY BIEN GESTADO.
ABRAZOS

Arco-Íris de Frida disse...

Gostei...

CÉU disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Marcos.
Muito interessante o soneto.
Creio que ela não colocará fim não, escolheu viver assim, quase improvável mudar!
Gostei muito do soneto.
Tenha um fim de semana de paz!
Beijos na alma!

http://divasdapoesianaturalmente.blogspot.com.br/

http://redescobrindoaalma.blogspot.com.br/

Paulo Vitor disse...

soou singelo, embora tbm carregue uma sensualidade arrebatadora... moça assim hipnotiza os homens todos... é um perigo!

abraço.

Rapha Barreto disse...

Adorei o poema Marco!
Beijo e ótima semana


http://mylife-rapha.blogspot.com

Rita Sperchi disse...

O mês de dezembro chegou e com ele vem
as festas que tanto esperamos, que seja de
realizações para todos, desejo que 2016 venha
com alegria e muita paz, estarei de volta em janeiro
Obrigado por partilhar comigo minhas postagens e agradeço
sua amizade e carinho, Adoro estar sempre aqui bjuss de
sempre*

└──●► *Rita!!

Elyane Lacerdda disse...

Seus poemas são sempre criativos e cheios de Amor!
Gostei das colocações sobre a clarinetista!!!!!!
Bom final de semana,amigo poeta!
http://www.elianedelacerda.com