sexta-feira, 3 de julho de 2015

putos porros - gíria lusitana

Jovem, se tu completaste 18 anos,
ingresses na Marinha de Portugal,
e conheças um novo mundo.

PUTOS PORROS

Aqueles putos porros são gozados,
transformam esta escola num hospício,
e são do professor riso e suplício
por mares nunca de antes navegados!

Mas eu jamais serei um conformado,
o ter um ideal seja meu vício,
ainda que com fogos de artifício,
de novo, seja o Vasco rebaixado...

E vós, Tágides minhas, dai-me ajuda
nas horas em que o barco vai a pique,
dizendo, em coro, aos putos, pois: caluda!

Silêncio, então, daqui a Moçambique,
possa haver, pra eu tocar a frauta ruda
que toco, sem um puto que a critique!


Nhandeara, 3 de julho de 2015
Marcos Satoru Kawanami



1ª obs: putos porros = moleques porretas ou crianças divertidas

2ª obs: O time de futebol Vasco da Gama está mal no campeonato brasileiro.

3 comentários :

JAIRCLOPES disse...

Marcos,
Desculpe a pretensão, sei que meus espúrios versos não são um SONETO. Mas gosto de me divertir, e cometo essas barbaridades com sentido lúdico apenas. Se não gostar, pode deletar que não me ofendo.


Soneto-acróstico
Ao vate

Marcos Kawanami ele próprio porreta
Açula Luís Vaz com a vara encurtada
Relendo épico Os Lusíadas sem treta
E a putos lusitanos lhes dá traulitada.

Se por certo deslize algum ele cometa
Navega água pelo velho vate navegada
Até pobre Vasco vitima com sua caneta
Vê putos porros como gente iluminada.

Então um poeta maior que sempre fora
Ganha a plateia com sua lúdica versão
Apoiada numa visão pouco sonhadora.

Diz com suas letras como as coisas são
O que diria certamente uma professora
Sem reticências e sem qualquer senão.

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Estava navegando pelo o mundo virtual e encontrei o seu blog. Parabéns pela beleza de seus versos. Um maravilhoso e belo fim de semana.

BAR DO BARDO disse...

Sou vascaindo... "Frauta ruda", puxa, faz tempo que não escuto isso... Continua vervendo. Parabéns!