quinta-feira, 18 de junho de 2015

Sorria, você está sendo filmado!


SORRIA, VOCÊ ESTÁ SENDO FILMADO!

De tudo que foi feito à luz divina,
foi tudo muito bom e natural;
foi antes do pecado original
que a vida se vivia sem prantina.

Então, uma serpente mui ladina
achou que era bonito, ainda que mau,
guiar-nos ao processo industrial,
e dar-nos um trabalho que amofina.

A civilização nos prometia
de um tudo, e parecia a perfeição,
o ser humano a ser seu próprio guia(?).

Agora, a encruzilhada é contramão
pra todo lado, e com ebó... Sorria,
estou lhe vendo na televisão!



Nhandeara, 17 de junho de 2015
Marcos Satoru Kawanami



8 comentários :

Rafaela Figueiredo disse...

Rs
É, Marquitos.. Somos vítimas desse olho de vidro. E escravos capitalistas.
Eta vida besta!

Bjs

Pérola disse...

É a tecnologia nos atormentado ao mesmo tempo que nos afaga na doença e noutros meios.

Beijinhos

Magia da Inês disse...


Faca de dois gumes!...

Boa semana!
Beijinhos.
⋰˚هჱ
♬✿゚。ه

A Casa Madeira disse...

No final das contas com essas promessas e
tantas revoluções o que sobrou do; "Ser humano".

De uma maneira ou de outra o mundo nos torna escravos.
Quando estou aqui pelo sitio vejo quanta coisa que é desnecessária.
Se a natureza quiser toma tudo de volta e com as suas devidas correções e aí;
não adiante rezar ou chorar kkk.

Bom começo de semana.

Arco-Íris de Frida disse...

Sorria, vc esta sendo filmado... e julgado...

Elyane Lacerdda disse...

Marcos,
a modernidade nos afasta de muitos abraços , beijos,
nos deixa bem quietinho direto no celular e pc!!!!
Facilita muito nossa vida toda a tecnologia avançada,
mas nos tornamos um pouco mais máquina do que ser humano!!!!
Bjus e linda semana,amigo do coração!
http://www.elianedelacerda.com

Andressa Pereira disse...

Muito boa poesia!
Gostei da forma como foi colocado o hoje em dia com aquela antiga história bíblica!
A propósito , este livro é muito bom!

Identidade Aleatória

O Identidade Aleatória está no facebook!

Fábio Murilo disse...

Interessantíssimo esse poema, originalíssimo!