quarta-feira, 19 de novembro de 2014

movimento fragmentado e universos paralelos


MOVIMENTO FRAGMENTADO E UNIVERSOS PARALELOS

O tempo, uma abstração, está na moda
ser tido como intrínseco à matéria,
e o ledo engano vira coisa séria
na tosca prática que o mundo roda.

O tempo não existe, o que se açoda
é massa contra massa na pilhéria
da massa estar mais chã ou mais etérea
na relatividade que as engoda.

Mas, bem dentro de um átomo qualquer,
espia tu que podes mais do que eu
que só faço espiar mesmo é mulher.

A coisa sempre assim se sucedeu,
em vibrações como um relógio quer,
havendo paralelos a esse teu.



Nhandeara, 19 de novembro de 2014
Marcos Satoru Kawanami




P.S.: Segundo o trabalho que fiz, intitulado "O movimento", que está neste blogue, o movimento de qualquer coisa não é fluido, mas dá-se como uma engrenagem de relógio, em intervalos mínimos de espaço e de tempo em que a matéria se transforma em energia pura até tornar a ser massa estática e transformar-se novamente em energia em movimento. Disso, pode ocorrer que, conforme a vibração dessa engrenagem na qual estejamos, habitamos um Universo, coabitado por universos paralelos em outras frequências. Ou seja, dois corpos podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo.