quarta-feira, 26 de março de 2014

Sin Noticias De Dios (2001) - filme de Agustín Díaz Yanes - com Penélope Cruz e Victoria Abril

http://filmesonlinetocadoscinefilosvideos.blogspot.com.br/2013/08/sem-noticias-de-deus-2001-direcao.html
Link


NÃO SÓ DE PÃO VIVERÁ

—Eu não sou mais criança pra morar
na zona deste baixo meretrício;
na minha escola, aprendem a ter vício
os toscos animais a se enjaular.—

A jovem começou a questionar
a escola igual quem pede um armistício;
criança não é mais, disso é indício
o nome que está dando ao próprio lar.

Percebe que difere da matéria
humana, ainda que bruta, mas humana
na bárbara postura da miséria.

Miséria não de pão, porém na gana
pra ter a vida envolta em vida séria,
sentindo Deus no além que dEle emana.




Marcos Satoru Kawanami

9 comentários :

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Marcos. Respondendo a sua pergunta vim aqui dizer o meu signo.
Não, não sou de escorpião e sim de touro!
Faço aniversário na primeira semana de maio!
Depois volto.
Obrigada pelo carinho.
Lindo dia e beijos na alma!

Laura Santos disse...

A miséria quase nunca é só de pão, mas quando o é será mais fácil dar a volta para essa vida séria, quer seja através dessa inspiração divina, quer seja por uma vontade férrea.
Muito bem escrito!
xx

Cecília Romeu disse...

Marquitos,
há tantos e tantos miseráveis de tudo o que se possa imaginar... Eu diria até que há uma coleção de miseráveis.

Beijos!

Cecília Romeu disse...

Sem querer, acabei lendo o primeiro comentário. Qual é o teu signo Marquitos? ...
Humm... Gêmeos?

Ana Cecilia Romeu disse...

Pelo menos gêmeos e escorpião são compatíveis, Marquitos. Aí a bola não foi tão fora assim rsrs
Beijos!

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Como sempre a irrepreensibilidade das palavras...

Gostei muito.

Abraço

Meri Pellens disse...

Sermos melhor, é a grande meta!
Bjs... MP.

Rafaela Figueiredo disse...

Opa, reconheço estes versos!.. :)
Tão contemporâneos, vivazes, mordazes e sensíveis ao msm tempo.
Quisera eu falar deles tão esmeradamente como falas dos singelos meus..

Bjo, caríssimo!

* adoro essas dicas e vejo td q posso! Verei! ;)

BAR DO BARDO disse...

Não conheço o filme, e o soneto parece não precisar dele. Tem vi(d)a própria - o soneto.