quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Febre do Rato - filme de Cláudio Assis - com Irandhyr Santos, Nanda Costa e Matheus Nachtergaele

http://filmesonlinetocadoscinefilosvideos.blogspot.com.br/2013/08/febre-do-rato-2012-direcao-claudio-assis.html
Link

SONETO SOLILÓQUIO

Naturalmente em mim autista hermético,
o drama foi fazendo-me... dramático!,
extravasando até o esquema tático
em prol de um benefício mais estético.

Atleta mais melódico que atlético,
sou simbiose de um sopro pneumático
trompista, e artifício matemático;
e em síntese resumo do frenético.

Pois disse-me a parteira no meu parto
que eu fosse à merda!; eu ri, e teve início
a minha saga errante de Pinóquio.

E dentro do meu crânio existe um quarto
em cena teatral onde o bulício
da platéia é aplauso a um solilóquio...



Marcos Satoru Kawanami
............................................


PS: O poeta diz a verdade mentindo, o político mente dizendo a verdade.

7 comentários :

Ana Cecilia Romeu disse...

Magistral desfecho, Marquitos!

"E dentro do meu crânio existe um quarto
em cena teatral onde o bulício
da platéia é aplauso a um solilóquio..."

É... tem talento, você!

Laura Santos disse...

Autista hermético é "fogo", Marcos!...:-)
"Extravasar o esquema tático em prol de um benefício mais estético" é assim um pouco como a importância relativa que se deve dar à exibição técnica e à exibição artística numa competição desportiva, mas cuja equação tem toda a razão de ser também em relação às nossas atitudes também perante a vida.
Adorei o soneto, o final é excelente, e a tua escrita está a ser uma novidade muito agradável para mim.
xx

Fábio Murilo disse...

Interessante o jogo de palavras.

Meri Pellens disse...

Belo soneto!
Beijos...

Rafaela G. Figueiredo disse...

esse filme é ótimo!
e você tb!
ávido.
;)

Viii disse...

Adoro te ler!
Mas percebo também o quanto sou burra!
Ler poemas do Kawanami agora, só com o dicionário do lado. Quando assim o fizer, fé em Deus que consigo colocar comentários mais valorosos.

Abraços!

Vall Nunnes disse...

Olá Marcos, tenho monologado muito e a partir disso surgiu uma série de Quase contos, venho aqui te convidar a conhecê-la em subjetividadeevoce.blogspot.com.br

Começa amanhã, sua presença faz toda diferença.
Até logo!