segunda-feira, 19 de agosto de 2013

tea for two


TEA FOR TWO

O coito tem início num abraço;
a moça, com a coxa, acorda a pica,
que ascende até o umbigo, e a moça indica
querer uma chupada no regaço...

Porém da greta escorre-lhe o melaço
ao ser abocanhada na mamica,
e, estremecendo, de joelhos fica,
num cio sadio, alheio ao embaraço.

A glande a penetrar-lhe é o gosto tátil
dos lábios e da boca vaginal
que endurece por dentro, estruturada.

E o ar que pesa úmido é volátil
se sôfrego é o enlace conjugal,
até que no regaço ela é chupada.

Nhandeara, 19 de agosto de 2013
Marcos Satoru Kawanami

7 comentários :

Fred Caju disse...

Cê conhece o Henrique Pimenta, Marcos? Li o 100 Sonetos Sacanas dele, acho que você vai gostar. Tem lá no blog dele: http://dobardo.blogspot.com.br/

Abraço.

Marcos Satoru Kawanami disse...

Fred,

Sim, eu conheço o Henrique Pimenta. Leio o blogue dele, e deixo comentários lá desde 2009, quando comecei a fazer este meu blogue.

=)
Marcos

Paulus Vitórius disse...

Marcos, esse poema está por mto foda(se é que me entende...)!

*qto ao grande mentecapto, o conheci nos tempos de ensino médio, qdo me preparava para um exame de vestibular parcelado... ele é um daqueles livros q mudaram minha vida.

abração

Marcos Satoru Kawanami disse...

Paulo,

É, aquele é o livro do Fernando Sabino.

;p
Marcos

Mateus Henrique Zanelatti disse...

Caramba, esse poema é prazeroso; e a música também.

JAIRCLOPES disse...

Foder

Pode começar com abraço um coito
Contudo só nesse amplexo não fica
O próximo passo é empurrar a pica
Mas com cautela, sem parecer afoito.

Vai-se aumentando a refrega então
Ao se abocanhar o biquinho do seio
E o pau subindo nas pernas, no meio
Num cio maravilhoso cheio de tesão.

Hora perfeita para que fundo mande
A piroca ereta no regaço da vagina
Com cuidado para não ferir a glande.

E se houver reciprocidade, a menina
Esperando que essa tenaz foda ande
Até o orgasmo múltiplo fara de rotina

BAR DO BARDO disse...

Foda!