sábado, 22 de dezembro de 2012

Torneio Internacional Cidade de São Paulo de Futebol Feminino 2012 - Seleção Brasileira de Futebol Feminino - WSL women soccer league - Brasil 2 x 2 Dinamarca - desfile das campeãs

Seleção Brasileira de Futebol Feminino 2012


Canção Oficial da Seleção de Futebol Feminino


Érika, Cristiane, Andréia e Franciele.

Andréia Suntaque, desde os 19 anos até hoje, 35 anos, jamais
recebeu salário pela Seleção Brasileira nestes 16 anos.

Daiane Menezes Rodrigues, apelido: Bagé, cidade dela.
Zagueira segura na defesa.

Andressa Alves da Silva marcou o primeiro gol do título.

Fabiana Baiana, Débora e Rosana em ataque
fulminante na semi-final contra a mesma Dinamarca.

Fabiana Baiana ganhou todas as bolas que disputou na lateral direita
durante o torneio Cidade de São Paulo, e marcou gols eletrizantes.

Érika em foto antológica de tempos atrás.
A meio-campo e zagueira multi-função
serve o ataque com passes sempre precisos.

Selo dos Correios para o Futebol Feminino

Cobrança de lateral só vista no
futebol feminino. Érika na foto.

Cristiane Rozeira de Souza Silva, conhecida apenas como Cristiane, é a maior
artilheira da história das Olimpíadas. A atacante da Seleção Brasileira Feminina
de Futebol já fez 12 gols em três edições da competição.

Cristiane Rozeira de Souza Silva com a
medalha de prata Olímpica.

Cristiane, eterna camisa 11 da Seleção.

Marta desestabilizando a linha adversária.

Fabiana Baiana, Cristiane, Maurine, cuja falta foi lamentada,
e Marta em comemoração nas Olimpíadas de Londres.

Uma foto normal de Érika, maluca do bando.

Brasil 5 x 1 Itália em 2011


Rosana dos Santos Augusto,
ou somente Rosana, é a terceira jogadora brasileira com mais
Olimpíadas disputadas. No total, a lateral já participou de
quatro encontros olímpicos, o mesmo número da goleira Andréia.
Rosana fez parte da Seleção Brasileira nas Olimpíadas de Sydney (2000),
Atenas (2004), Pequim (2008) e Londres (2012). Além das
conquistas olímpicas, Rosana também integrou a equipe verde e amarela
vencedora do ouro dos nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro
em 2007, fez parte da Seleção vice-campeã da Copa do Mundo
na China naquele mesmo ano e foi campeã com o Brasil no
Campeonato Sul-Americano em 2010.

Rosana, camisa 8, a musa do
Torneio Cidade de São Paulo 2012

ROSANA CAMISA 8
a Rosana dos Santos Augusto

Aquele rosto oculta um bem sagrado
por entre sardas doces, delicadas,
e olhar adamantino em alvorada
na frágil condição de um desterrado.

Aquele porte atlético ensejado
por seu suor caído nas jornadas,
a cada dia, eleva-lhe, alma alada,
ao sonho o qual um dia foi sonhado...

Missão em teu desterro voluntário,
o esporte mostra apenas uma parte
de tudo quanto abriga a forma humana.

Feliz por te encontrar no itinerário
da vida que nos deu o dom da arte,
escrevo este soneto a ti, Rosana.

Nhandeara, 14 de dezembro de 2012
Marcos Satoru Kawanami