domingo, 13 de maio de 2012

dia das mães - ser mãe - Coelho Neto


PATROCÍNIO CULTURAL



Mãe de árbitro é a única que não perdoa.

Se mamãe tivesse me tido antes, eu seria mais velho.


"É a mãe!"
(Mãe do Capitão Nascimento, com as mãos para o alto)

“Mãe é uma só.”
(Quíqueo, erudicto do futebol romano na Antigüidade Clássica)


"Se minha mãe fosse homem, eu teria dois pais."
(Flávio Prado, jornalista por esporte, e irmão gêmeo de Marco Nanini)

“Mãe é mãe, vaca é vaca.”
(Boi Bandido)

“Amor é um não foder em um vai se foder!”
(Mamãe, transcrevendo Camões para verso alexandrino)




mamãe antes do Avon Renew

mamãe depois do Avon Renew

SER MÃE

Ser mãe é desdobrar fibra por fibra
o coração! Ser mãe é ter no alheio
lábio que suga, o pedestal do seio,
onde a vida, onde o amor, cantando, vibra.

Ser mãe é ser um anjo que se libra
sobre um berço dormindo! É ser anseio,
é ser temeridade, é ser receio,
é ser força que os males equilibra! 

Todo o bem que a mãe goza é bem do filho,
espelho em que se mira afortunada,
Luz que lhe põe nos olhos novo brilho! 

Ser mãe é andar chorando num sorriso!
Ser mãe é ter um mundo e não ter nada!
Ser mãe é padecer num paraíso!

Coelho Neto *


* Coelho Neto (Henrique Maximiano C. N.), professor, político, romancista, contista, crítico, teatrólogo, memorialista e poeta, nasceu em Caxias, MA, em 21 de fevereiro de 1864, e faleceu no Rio de Janeiro, RJ, em 28 de novembro de 1934. É o fundador da Cadeira n. 2 da Academia Brasileira de Letras, que tem como patrono Álvares de Azevedo. Cultivou praticamente todos os gêneros literários e foi, por muitos anos, o escritor mais lido do Brasil. Foi amigo de juventude de Olavo Bilac, e se divertiram em uma boemia saudável, conforme a minha opinião, tendo  eu lido a biografia de Olavo Bilac escrita por Fernando Jorge.

5 comentários :

Jacques disse...

Boa noite, Marcos.
Ainda não li nada do Coelho Neto, valeu a dica.
E ser mãe é bem isso que colocastes aqui; elas fazem todo e qualquer sacrifício pelos filhos com a maior naturalidade do mundo.
Abraço, Marcos.

Joicy Sorcière disse...

As frases do início da postagem me arrancaram gargalhadas...

A poesia que vc postou ao final, me arrancou uma reflexão grande. É fato... tudo isso é ser mãe. Nossos filhos são e estão antes de nós!

Bjks

Cecília Romeu disse...

A frase não é:
"se papai tivesse me tido antes, eu seria mais velho" (???),
ou é a mamãe que me tem? rsrs

Lindo soneto. "ser mãe é padecer no paraíso".
Coisa mais certa do mundo!

Beijos!

Adriana Godoy disse...

Marcos, seu tom sarcástico aliado ao poema de Coelho Neto só pode ser irresistível, ou só podem ser irresistíveis? Beijo

Marcos Satoru Kawanami disse...

Jacques,

É isso mesmo, mãe é mãe, e é uma só. hehe.


Joicy,

Congratullations for your day!


Ana Guahyba,

Se dependesse de papai, a gente estava no Convento de Santo Antônio.


Adriana,

Obrigado sempre.


BjóKawanami