sexta-feira, 30 de março de 2012

soneto à moda da casa - ao Vinicius de Moraes e seu soneto de não comerei da alface a verde pétala


SONETO À MODA DA CASA
ao Vinícius de Moraes

Não comerei da alface a verde prega:
eu nunca fiz questão de andar na moda,
ser vegetariano me incomoda;
um lombo, uma chuleta... não se nega.

Quem desde muito jovem já se apega
à mania fraterna de na roda
botar o seu jiló, rapaz!, à poda
de tudo quanto é pau faz vista cega...

Meu lado ecologista, aqui, preserva
os paus no seu lugar, dentro da mata,
e as cobras se escondendo pelas moitas.

Concordo com Vinícius: comer erva...
além de coisa insípida, é mui chata,
pra quem já lambuzou-se em carne afoita!

Marcos Satoru Kawanami