quarta-feira, 22 de junho de 2011

Pelé eterno - filme documentário - recomendo - Edson Arantes do Nascimento


Garrincha e Pelé

"Fazer mil gols, como Pelé, é fácil; fazer um gol como Pelé, é impossível."
(Carlos Drummond de Andrade)

Um filme documentário muito bom que assisti foi Pelé Eterno, surpreendeu-me:




Em 1950, nossa seleção perdeu a final da copa em pleno Maracanã para o Uruguai, e de virada. Repare: seria a nossa primeira copa, perdeu foi a final, no Brasil, e de virada por 2 a 1.
Nesse dia, Pelé, com 10 anos, escutava pelo rádio o jogo com seu pai; e relata no documentário o seguinte: "Meu pai sempre dizia que um homem não deveria chorar, mas chorou nesse dia; eu fiquei transtornado vendo-o chorar, e prometi que venceria para ele uma Copa do Mundo."
De minha parte, toda vez que vejo um homem chorar, inevitavelmente choro junto porque me vem um aperto no peito impossível de controlar; quando um homem chora, chora a criança que habita o mais íntimo de cada ser humano.


Edson Arantes do Nascimento, o menino eterno Pelé

Nenhum comentário :