quinta-feira, 30 de junho de 2011

atleta - Seleção Feminina de Futebol vence por 1x0 na estréia contra a Austrália, foi difícil, mas o gol teve 2 chapéus completos, passe de cabeça, e 1 chapéu de perna: será o gol mais belo da Copa do Mundo da Alemanha!

fonte: Gazeta Esportiva
ATLETA

Antes de vir o sol, de madrugada,
viril disposição o impulsiona
a correr até uma maratona,
apenas por começo de jornada.

Com seu porte de esfinge levantada,
o atleta os músculos abona,
e se gaba de nunca ir à lona,
pois é do Olimpo amostra coroada.

Mas por estranhas leis que o amor decreta,
por tudo que acontece sem razão,
as mulheres preferem o poeta...

De maneira que a pose de machão
só acaba por deixar o ledo atleta
mirando o espelho, doido de paixão!

Marcos Satoru Kawanami

quarta-feira, 29 de junho de 2011

nada além nada além nada além nada além nada



ALÉM NADA

Na terra do além nada, eu paro e cismo
como fôra a passada Humanidade
atada na ganância e na vaidade,
quando loucura havia em despotismo:

Loucura dos instintos do egoísmo,
loucura dos amores e saudade,
loucura dos furores da maldade,
loucura que acabou em cataclismo...

Mas enfim, eis-me aqui na tão sonhada
era regrada e santa da razão,
a qual reina na terra do além nada.

Aqui serei feliz, todos o são;
entanto, o exílio da velha morada
mantém-me de poeta a maldição!

Marcos Satoru Kawanami

sexta-feira, 24 de junho de 2011

São Paulo 1 x 19 Corinthians - Carta Testamento



São Paulo 1 Corinthians 19

“Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, E aniquilarei a inteligência dos inteligentes. Onde está o sábio? Onde está o letrado? Onde está o pesquisador deste mundo? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo? Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação. Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria; mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos. Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus. Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens. Porque, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados. Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; e Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são; para que nenhuma carne se glorie perante ele. Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção; para que, como está escrito: Aquele que se gloria glorie-se no Senhor.” (São Paulo 1 Corintios 19-31)


CARTA TESTAMENTO

Eu, Zé Ninguém, desejo piamente
às pessoas de bem, as quais no mundo
muito têm me chamado vagabundo,
que alcancem junto a Deus favor clemente.

Sim, porque, se sou eu um inocente,
meu único defeito tão jucundo,
que causa este feitio meditabundo,
é ser um livro aberto do que sente.

Por isso tenho sido injuriado,
por isso tenho sido rejeitado,
por isso não conheço piedade.

O mundo pede sempre a falsidade,
pois tudo neste mundo é aparente,
só resta o Reino Eterno que não mente.

Marcos Satoru Kawanami
..................................................

Post Scriptum: A delegada da Delegacia de Roubos e Furtos de Salvador propalou semana passada em rede nacional o seguinte: "As pessoas devem dar seus dados para a gente ser mais eficaz."
..................................................

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Pelé eterno - filme documentário - recomendo - Edson Arantes do Nascimento


Garrincha e Pelé

"Fazer mil gols, como Pelé, é fácil; fazer um gol como Pelé, é impossível."
(Carlos Drummond de Andrade)

Um filme documentário muito bom que assisti foi Pelé Eterno, surpreendeu-me:




Em 1950, nossa seleção perdeu a final da copa em pleno Maracanã para o Uruguai, e de virada. Repare: seria a nossa primeira copa, perdeu foi a final, no Brasil, e de virada por 2 a 1.
Nesse dia, Pelé, com 10 anos, escutava pelo rádio o jogo com seu pai; e relata no documentário o seguinte: "Meu pai sempre dizia que um homem não deveria chorar, mas chorou nesse dia; eu fiquei transtornado vendo-o chorar, e prometi que venceria para ele uma Copa do Mundo."
De minha parte, toda vez que vejo um homem chorar, inevitavelmente choro junto porque me vem um aperto no peito impossível de controlar; quando um homem chora, chora a criança que habita o mais íntimo de cada ser humano.


Edson Arantes do Nascimento, o menino eterno Pelé

sábado, 18 de junho de 2011

comentário a cerca de Corpus Christi

            "E tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que é dado por vós; fazei isto em memória de mim."
(Lucas 22:19)
            Deus age por meio de Suas criaturas e leis naturais. tendo Ele criado as leis do universo, seria contraditório que agisse por via sobrenatural.
            O Espírito Santo que desce na forma de pomba sobre Jesus no rio Jordão, também na forma de pomba levou um ramo de oliva para Noé em sua arca.
            Ora, o Espírito Santo é inconcebível à mente humana, então aparece sob a forma compreensível de pomba.
            Da mesma maneira, tendo soprado o Espírito Santo sobre os Apóstolos na Sua última aparição, Cristo permanece conosco na hóstia consagrada, que é simples pão para que as pessoas consigam ver e receber o que é divino, e inconcebível por mais sofisticada que fosse a forma material.
            Assim, Deus está conosco de acordo com as leis naturais.

Marcos Satoru Kawanami

quinta-feira, 16 de junho de 2011

ovo de Páscoa - Meu Romance, samba de 1938 - Orlando Silva e J. Cascata - Míriam Batucada

Ovo de Páscoa 2011;
quando gira, a espiral sobe e desce.


MEU ROMANCE

Embaixo daquela jaqueira
Que fica lá no alto, majestosa
De onde se avista a turma da Mangueira
Quando se engalana com suas pastoras formosas
Ai, foi lá, quem é que diz
Que o nosso amor nasceu

Na tarde daquele memorável samba
Eu me lembro
Tu estavas de sandália
Com teu vestido de malha
No meio daqueles bambas
Nossos olhares cruzaram
E eu para te fazer a vontade
Tirei fora o colarinho
Passei a ser malandrinho
Nunca mais fui à cidade

Pra gozar do teu carinho
Na tranquilidade
E hoje faço parte da turma
No braço trago sempre o paletó
O lenço amarrado no pescoço
Eu já me sinto um outro moço
Com meu chinelo Charlote
E até faço valentia
E tiro samba de harmonia

J. Cascata
..........................
..........................
Rádio Cabaço AM: http://blip.fm/mskawanami
uma lenda!

segunda-feira, 13 de junho de 2011

falou sozinho - Fidel Castro - Marilyn Monroe

Prolixo?! Teu cu que é prolixo!

Não provoca, senão ele não pára.

FALOU SOZINHO
para Carolina

Se tanto foi escrito, me é forçoso
o ofício de escrever a essa gente;
verdade seja dita expressamente:
Verdade é o Soberano Magestoso.

Palavra diluída em lacrimoso
minguado verso meu ingentemente
diante da Palavra onipresente
conduz-me de tal modo sempre ao gozo!

A Vida bem vivida e celebrada,
Verdade seja dita, é o Caminho
da história tantas vezes recontada.

Iria eu escrever sobre o carinho
plantado no meu peito a mão de fada,
mas vejo que o Amor falou sozinho!

Marcos Satoru Kawanami


domingo, 12 de junho de 2011

música de versão - insensato coração - novela das nove da TV Globo - trilha sonora - música de abertura - Rede Globo de Televisão - hoje pela série A do Campeonato Brasileiro: Corinthians 2 x 0 Fluminense - versão musical - últimos capítulos da novela e final feliz

Vovó Maloqueira, musa dos poetas de Parque São Jorge!

MÚSICA DE VERSÃO

Numa estrada desta vida,
eu te conheci, vagaba...
Vinhas tão desinibida,
cheia de ferida
feito uma goiaba.

Te dei pipoca e marafo,
fumo e tu nem mesmo pitas,
tive de agüentar teu bafo,
tive de ser safo!
E agora me evitas?

Quê mané desilusão
que nada! Nada, sereia,
para mim, teu gavião.
Quem morre na areia,
é peixe, é baleia...

E, assim, os paulistano
maloqueiro mano brou
vão passando mais um ano
plantando corintiano,
e colhendo pau-quebrou!

Marcos Satoru Kawanami
..................................................
Exceção à regra, admito.
..................................................
Trilha sonora do blogue: http://blip.fm/mskawanami

sexta-feira, 10 de junho de 2011

não queime a fonte

- Essentials of Electronics -
lançando as bases
da eletrônica moderna


NÃO QUEIME A FONTE

Não sei de que buraco tiro o orgulho;
instinto preservático aguçado
que evita ser por outrem dominado,
suponho no escritório sem barulho.

Se eu fosse nadador, dava um mergulho;
não sou, e o tempo é gélido e nublado,
porém, à noite, o céu enluarado
acalanta o hemisfério sul em julho.

E, após o lírico quarteto acima,
preencho o formulário, sou jacu:
segue metalinguagem e mais rima.

Se o medo da galinha por tatu
irmana-se ao cagaço de Hiroshima,
a fonte do orgulho é tipo um cu?

Marcos Satoru Kawanami
...............................................
Rádio Tatu Caminha Dentro: http://blip.fm/mskawanami

quarta-feira, 8 de junho de 2011

soneto em versos alexandrinos ao Olavo Bilac - la divina increnca - Juó Bananére - Bastos Tigre - Eno Teodoro Wanke - paródias ao "ouvir estrelas", soneto 13 de Via Láctea



SONETO AO BILAC

Quem me dera ter a solar luminescência,
por expandir meu estro a toda parte, à vista
de toda a gente sóbria haurida de conquista
mas plena de vontade e plena de decência.

Quem me dera ter a tão altiva imprudência,
por zombar do poder, por não ser realista,
mas, com uma postura além de idealista,
ao mundo me entregar sem celeste clemência.

“Mas isso tudo é sonho, é ilusão, amigo”
— dirá quem não tem alma e vida de poeta,
e, mesmo bonachão, discordarei consigo:

Ame para entender o que se lhe é diverso,
pois o Amor, o Amor só, no coração decreta
da vida a explicação que é dada em prosa e verso.

Marcos Satoru Kawanami


XIII

"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto...

E conversamos toda a noite, enquanto
A via láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: "Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?"

E eu vos direi: "Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas."

Olavo Bilac


Uvi Strella

Che scuitá strella, né meia strella!
Vucê stá maluco! e io ti diró intanto,
Chi p'ra iscuitalas moltas veiz livanto,
I vô dá una spiada na gianella.

I passo as notte acunversáno c'oella,
Inguanto che as otra lá d'un canto
Stó mi spiano. I o sol come un briglianto
Nasce. Oglio p'ru çeu: — Cadê strella?!

Direis intó: — Ó migno inlustre amigo!
O chi é chi as strellas ti dizia
Quano illas viéro acunversá contigo?

E io ti diró: — Studi p'ra intedela,
Pois só chi giá studô Astrolomia
É capaiz de intendê ista strella.

Juó Bananére


OUVIR O MESTRE

"Ora (direis) ouvir o mestre... Certo
perdeste o senso!" — Eu vos direi, no entanto,
que, para ouvi-lo, muita vez desperto
no meio da aula, pálido de espanto!

E como fala o homenzinho, enquanto
meu relógio não anda... É que, decerto,
parou! Sacudo. Escuto. Não... E, em pranto,
comprovo quanto o início ainda está perto.

Direis agora: "Tresloucado amigo!
E esse teu professor... Oh, que sentido
tem o que diz?..." Mas eu nem ligo,

e vos direi: "Pois queira ser doutor!
— Só quem tal quer, consegue ter o ouvido
capaz de suportar um professor!"

Eno Teodoro Wanke


OUVIR ESTRELAS

Ora, direis, ouvir estrelas! Vejo
Que estás beirando a maluquice extrema.
No entanto o certo é que não perco o ensejo
De ouvi-las nos programas de cinema.

Não perco fita; e dir-vos-ei sem pejo
Que mais eu gozo se escabroso é o tema.
Uma boca de estrela dando beijo
É, meu amigo, assunto pra um poema.

Direis agora: — Mas enfim, meu caro,
As estrelas que dizem? que sentido
Têm suas frases de sabor tão raro?

— Amigo, aprende inglês para entendê-las,
Pois só sabendo inglês se tem ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas.

Bastos Tigre
..............................
Rádio Corinthians: http://blip.fm/mskawanami

domingo, 5 de junho de 2011

Floratta in blue do Boticário - jasmim - lírio

Nina Rizzi


FLORATTA IN BLUE

hebréia,
dei-te um lírio
por amor.
por amor,
deite um lírio
no chão frio do meu delírio:
campo gris,
quando eu não-for...

Marcos Satoru Kawanami
..................................................

Nova Tecnologia:
esfregue a figura, e diga tua opinião sobre
o insuperável buquê do Floratta in Blue.
..................................................
Rádio Pirata: http://blip.fm/mskawanami

sábado, 4 de junho de 2011

de babado - rádio phillips - rádio mayrink veiga - cinelândia - teatro rival - cine odeon



RÁDIO PHILLIPS

“De babado sim...
Meu amor ideal,
Sem babado não...”
     Você foi desde menino
     Um traquina original,
     Mas agora no improviso
     Eu também não sou tão mau.
“Não é mau, mas é paulista...
E isto soa a palavrão.
Eu já disse ao Mário Lago:
–Tu não vales um tostão!”
     Mas, Noël, o que que é isso?!
     Põe freio neste partido,
     Pois conheço os teus defeitos
     E não eras tão metido.
“O partido alto é meu;
Se quiser samba-de-breque,
Quem tem freio é o Morengueira
Com seus mil salamaleques.
E se calas e consentes,
Deixa em paz eu cá no Céu
Dos boêmios penitentes
A chorar Vila Izabel...”

Marcos Satoru Kawanami


PROGRAMA CASÉ

“De babado sim...
Meu amor ideal,
Sem babado não...”
            Você tem muita beleza
            E um justinho manequim;
            Se aprender sentar-se à mesa,
            Pode procurar por mim.
Quando eu me sento à mesa,
Não me vê o Zé Ninguém.
Alto lá que a sobre-mesa
É só pra quem pode e tem...
            Não dou mole pra polícia
            Nem pra moça com chiquê;
            Mas, se o caso é casamento,
            Corro mesmo é de você!
Eu não sou oferecida,
Mas saiba que quem me quer
Não leva essa sua vida
De “seja o que Deus quiser”...
(Bem se vê que é um qualquer)!
            Se não fosse oferecida,
            Não ficava aqui à toa
            Tardando minha partida,
            Furando minha canoa!
            (Só que o mundo é de quem voa)...

Marcos Satoru Kawanami


sexta-feira, 3 de junho de 2011

soneto ainda antigo - soneto já antigo - fernando pessoa - álvaro de campos - o modernista



Soneto Já Antigo

Olha, Daisy: quando eu morrer tu hás de
dizer aos meus amigos aí de Londres,
embora não o sintas, que tu escondes
a grande dor da minha morte.  Irás de

Londres p'ra Iorque, onde nasceste (dizes...
que eu nada que tu digas acredito),
contar àquele pobre rapazito
que me deu tantas horas tão felizes,

embora não o saibas, que morri...
Mesmo ele, a quem eu tanto julguei amar,
nada se importará... Depois vai dar

a notícia a essa estranha Cecily
que acreditava que eu seria grande...
Raios partam a vida e quem lá ande!

Álvaro de Campos


Soneto Ainda Antigo

Minha querida Daisy, custa-me dizer...
Para teu bem-estar, por tua dignidade,
ver-me-ás nunca mais. E não sintas saudade
deste vadio que te tanto fingiu querer.

Eu bem sei..., alma pura, jamais vês maldade;
mas esta virtude há de desaparecer
com a ilusão que só inspirou-te o padecer
por partilhar de minha vil intimidade.

Esquece do Brasil, do Rio, do meu franzino
e fingido sorriso de ingênuo menino.
É inevitável: nova ilusão vais achar.

Porém se, por ventura no teu fog londrino,
lembrança vier, lembra deste alexandrino:
“Eu te desprezo para não te ver chorar”.

Marcos Satoru Kawanami