terça-feira, 26 de abril de 2011

soneto do fim - fine - el fin - the end - from here to eternity - a um passo da eternidade - Burt Lancaster - Montgomery Clift - Deborah Kerr - Frank Sinatra - Donna Reed

From here to eternity (film) -  Burt Lancaster and Deborah Kerr

SONETO DO FIM

O fim da gravidez é o nascimento;
o fim do nascimento é dar a vida;
o fim da vida é a sorte prometida
e revivida em todo sacramento.

A infância é finda com o crescimento,
que transforma a mulher bem mais querida
ao homem já viril em sua lida;
tudo a fim de que exista casamento.

O começo do fim é o Universo,
e nele começou a Humanidade,
que, um dia, começou a fazer verso.

O verso tem por fim posteridade
se o mundo não lhe der um fim perverso;
enfim, o fim do fim é a eternidade.

Marcos Satoru Kawanami


(*) "não der-lhe": o advébio de negação puxa o pronome oblícuo, mas eu fiz o contrário a fim de manter o ritmo, a prosódia do verso. Das heißt, das ist ein Esel, mein edler Kollegen.


(') and this is a pussy
.......................................


Auditivo: http://blip.fm/mskawanami

Um comentário :

Adriana Godoy disse...

Nunca deixo de vir, mas deixo muito de comentar. Bom, cara.