segunda-feira, 4 de abril de 2011

Photography on Film - night photograph in Brazil - foto em Barra Bonita 1993 - masterpiece of a nonsense adolescent - um sem noção de 17 anos à margem do Rio Tietê - "o grande mentecapto" era um livro inspirador?


Photography on Film - 1993 Brazil - 3 minutes under light pole

            From the Olympic Games of Tokyo in 1964, my japanese grandfather brought the state of art on photography then: a Pentax camera. I don’t know how, in 1993, when I was 17 years old this film camera fell on to my hands and i started to take pictures with it making some nice experiences.
            One of these experiences occurred on an expedition of the band of my school to the city of Barra Bonita:
            At night i saw a bench illuminated by a light pole; behind the bench everything was dark, so only objects standing by the bench would burn the film, and the darkness behind it would not burn the film; this camera could have it’s diafragma opened for any period of time, and also the diafragma could have it’s opening width reguleted.
            I put the camera on it’s stand aiming the bench, shut down the automatic click and pressed it’s button; then i sat on my wright side of the bench for 1 minute, after that i sat on the middle of the bench for other 1 minute, and finally i sat on my left side of the bench for the last 1 minute looking wrigtwards for 30 seconds and leftwards for 30 seconds. Work done: i pressed the click button to close the diafragma and stop burning the film.
            The result was my 17 year old nonsense masterpiece that you fellows can see on this post.

Marcos Satoru Kawanami
....................................................


Today there are Neo-Latin languages, will there be Neo-English languages tomorrow?
u_o
marcos satoru kawanami
.......................................................................................................


Trilha sonora do blog: http://blip.fm/mskawanami

5 comentários :

Alex Wildner disse...

Fiquei com medo de voce já ter morrido!
Coloquei seu nome no google, sem muita certeza se era o nome certo, utilizando técnicas de memória que eu mesmo inventei, me valendo de nomes da minha infancia, achei! Sei lá se voce é o cara, vamos ver!
Corri e olhei a data da sua publicaçao com medo de ser algo do tipo "23 de maio de 2003"... tipo "já era o blog"... enfim, eu li um livro seu, sei lá se é seu, mas um livro de um cara fantástico, que eu comprei na rua das maos de uma menina, quando eu estava com uma menina incrível tomando uma cerveja ou um café na avenida paulista, em 2008, por aí, tenho foto desse dia, nao sei se da pra ver o livro na foto...
Era um livro sobre o mundo... uma história que sempre terminava do mesmo estilo, tipo uma marca... esse cara é voce?
Abraço!!!

Marcos Satoru Kawanami disse...

Alex,

O nome do livro é ENREDO DO MUNDO, que eu saí vendendo na Paulista em 2008.

Na é poca, estava vendendo também o Ninguém Escreve.

abraço fraterno
Marcos

Borboletas nos Olhos disse...

Olá,

obrigada pela visita ao Borboletas. Gostei muito do nome do seu espaço (e da citação de Fita Amarela, é uma das canções que povoam meu imaginário). Vou passear por aqui. Um abraço

Long Haired Lady disse...

great picture!

só acho que juventude não combina com desabrigo...

Paulo Vitor Cruz disse...

algo q me passou a mente aqui: os títulos das suas postagens aos meus olhos traduzem bem o que é o poeta pós-moderno..

outro abraço.