terça-feira, 29 de março de 2011

anachronism - anachronic sonnet - Sonnet anachronistisch - cântico em descompasso

http://esquinasgerais.blogspot.com/2010/11/tempo-tempo-mano-velho.html

CÂNTICO EM DESCOMPASSO

Uma insone prantina, orvalhando o lençol,
a cintilar, reflete o que não há de sonho
no cântico ideal feito réquiem medonho
em pentagrama* impresso ao arribar do Sol.

Mas, a cada manhã, revigorar suponho
o cântico, alentando-o mais em cachecol
insano, e espiralado qual um caracol
a furtar-se do agreste, gris mundo enfadonho...

Mundo enfadonho!, duro, rijo em teus limites:
por que dás-me esperança?, se tanto é proibido
sob a tua foice atroz; por que sonhar permites?

Amo, sabes?, mas este bem vem preterido
pelo tempo de eu não-ser, e nada há que evite
se aflora-me anacrônica cruel libido.

Marcos Satoru Kawanami

*pentagrama: 5 linhas da partitura musical.
...................................


trilha sonora do Blogue: http://blip.fm/mskawanami

2 comentários :

Arlequim disse...

passando pra divulgar o projeto "Menina da Cabeça de Bola" textos sinceros e um tanto ácidos com maravilhosas ilustrações. Dê uma passadinha no meu blog e veja você mesmo. Beijos

Anônimo disse...

Que droga é essa?
acho que vc precisa estudar mais e ser muiiiito mais original.
É isso ai, sorte pra vc!!!