sábado, 5 de fevereiro de 2011

Fractal - 2 sonnets


1)
MY ONLY LOVE SONNET
to Amy Winehouse

Who’ll tell me: am I evil, am I guilty?
For every young and good person I know
by love have been striken for other soul
and guess that that’s in life the highest beauty.

But this feeling I hear the others say,
seems to me like something that can not be,
a too marvellous fantasy I can’t see
even to imagine and sad for that stay.

Love is just a word, means nothing to me.
Truely, some times I have thought love to feel;
though now I realize that I was just ill.

My feelings are locked, no one has their key;
searching all life I didn’t find a glove
for the hand of my soul to call it love.

Rio de Janeiro — Galeão, 12 de setembro de 1997
Marcos Satoru Kawanami
...............................................................

2)

FRACTAL
- soneto em alexandrinos -

A forma está presente em toda a natureza…;
inútil refutar tamanha onipresença,
meu caro modernista afeito à desavença,
que empunha o gládio em vez da lira (com certeza).

Poeta, no pós-tudo, até sem ter destreza
na rima amor com flor, e ninguém há que vença
ensinar-lhe o valor da antiga e firme crença
que o esmero, ao divinal fitar, propõe beleza.

A prova aí está, desponta na ciência
vitaminada, além ultra, que é chic e tal
— o zelo da razão é paz, sem penitência…

Em um minério ou bem em plantas de quintal,
em um soneto ou bem na gênese da essência:
a forma lá está, na equação de um Fractal.

Marcos Satoru Kawanami
.........................................................


"Quando um jogador de futebol é emprestado para outro clube, significa que esse jogador é imprestável?"
(Amácio Mazzaropi, em pergunta para seu confrade corintiano Chico Lang)

2 comentários :

Adriana Godoy disse...

Pois é, tenho que pensar melhor a respeito...soneto de primeira. Bj

byTONHO disse...



indefinida mente é o mesmo que demente ou sem definição?!

Ah ah!ah!ah!

Fra Q tal?

:(: