sábado, 2 de outubro de 2010

Novela Ti-ti-ti - Clara Tiezzi - David Lucas - Juliana Paiva - sonetilho - soneto em redondilha maior

 Juliana Paiva, David Lucas e Clara Tiezzi interpretam irmãos
na novela 'Ti-ti-ti' (Divulgação/Rede Globo)

CÉTICOS PROFANOS
para Clara Tiezzi
 
As crianças pequeninas
vão além no seu encanto,
por isso eu prefiro tanto,
às mulheres, as meninas.

Ao girassol, as boninas
mais eu contemplo...; e me espanto
quando eu lembro do acalanto
que perdi de Carolina...

Frágil, doce, delicada
compleição que nelas sinto:
são reais contos de fada.

Mas sábios dirão que minto?,
dirão que é por mero instinto
que a infância é tão sagrada?!

Marcos Satoru Kawanami
.

12 comentários :

Aline V. disse...

As crianças são especiais mesmo!

=]

PS: Eu já assisti "O Resgate do Soldado Rian", fiquei com raiva dele no final! kkkkk
Eu gosto de vários tipode leitura, depende de como eu esteja...

beijão

Soneca disse...

Seus sonetos me impressionando de novo! Tem uma simplicidade, uma... sabedoria; propriedades de uma criança, sempre tento resgatar esses momentos, e criar novos momentos à serem resgatados, só pra me previnir da rabugice e a amargura, eita que até sinto arrepios com essas coisas!

Inté
ps: E tem gente que me chama de jovem velha, vai entender!

Marcos Satoru Kawanami disse...

Soneca,

Na adolescência eu também fui velho, parecido com o personagem do David Lucas na novela Ti-ti-ti. Os meus colegas já faziam trabalho no computador quando eu dactilografava numa Royal de 1936.
O personagem da novela encomendou pelo correio uma máquina de escrever totalmente mecânica, uma Olivetti bem mais moderna do que a Royal que eu tenho até hoje. A minha "machina" nem tem a fita vermelha, só a preta.
Aos 17 anos, minha aparência devia ser tão vetusta, que uma senhora italiana me parou na rua pensando que eu era padre, devido ao uniforme escolar ter uma tarja na gola e eu usar um casaco de segunda mão do meu falecido avô paterno.

pax et bonum
Marcos

tonhOliveira disse...



O véio MARCOS marca com seus sonetos!

Tu digitas com os 10 dedos?
Tu fizestes curso de datilografia?

ASDFG HJKLÇ
ASDFG HJKLÇ
ASDFG HJKLÇ

...

Quanto a REPÚBLICA...

De 4 em 4 anos "republicam" estas peças...

:o(

Abraço-tchê!

Calí das Mercês disse...

Marquito,

Eu sou velha em alguns aspectos sim... talvez nos gostos... música, escritores e por aí vai...

E quer saber? Acho muito bom...

=)

Beijos,

Marcos Satoru Kawanami disse...

Tonho,

REPUBLICAm foi legal. gostei!

Jaime Guimarães disse...

Rapaz, eu nem sei do que se trata essa novela. Aliás, a última novela que eu vi foi Pantanal, ainda na Manchete, por causa da Juma Marruá e da Muda. Ah, e a história é muito boa, tanto quanto aquela menina de cabelos curtinhos que esqueci o nome e aparecia mais pelada do que vestida na novela. =D

Por aí já percebe que sou das antigas...rs. Não sei se gosto tanto das "mudernidades". Mas da internet eu gosto! rs Isso não tínhamos enquanto criança. Mas era só isso.

Abs!

PS: bom, se aí votaram no Tiririca, tenho a dizer que a coisa complica. Rimou! Não sou poeta, mas rimou! =D

Marcos Satoru Kawanami disse...

Calila,

jovem mesmo é o Plínio de Arruda Sampaio, vc viu como ele é jovial na conversa com humoristas? fez piada até com um repórter do CQC, de improviso.

acho que saudável é ficar jovem conforme se envelhece.

o Millôr Fernandes disse: "O chato de envelhecer é que a gente não envelhece!"


=D
Marquito

Mateus Henrique Zanelatti disse...

Velho é aquele que reclama de música alta em festas de casamentos. Se vestir como velho não o torna velho, o torna antigo.

Em se tratando de tv, estou completamente por fora do que está passando. Mas parece que as crianças estão invadindo as novelas com papeis cada vez mais sérios, eam?

Abraço, velho

::)

As I Am disse...

O que é de outro mundo, Marcos?
Meu alemão não é tão bom assim.
E meu pai nao tá em casa pra servir de tradutor!

Bjo

Paulo Vitor Cruz disse...

opa, ainda n tinha visto esse.. sabe q é isso mesmo, viu.. a infância tem algo além do explicável mesmo... q falta me faz ser menino..

outro abraço.

Adriana Godoy disse...

Então, tá! Vc falou, vc disse.