domingo, 7 de fevereiro de 2010

Eh, Tosquera!

A unha é coisa tosca, casco humano
que as mulheres ocultam sob o esmalte;
mas ai de quem a unha se lhe falte
nos afazeres do quotidiano.

Joelho, tosco vinco soberano
até nas damas de subido malte
cujo donaire à vista sempre salte
nas fotos peladonas, ou... sem pano.

Pênis, pois é, aquela coisa ali;
há quem “caia de anel” por ele e tudo;
mas, ao pinto, eu prefiro o bem-te-vi...

Encerro no coisico mais toscudo:
prezado por quem tem cabeça oca,
franzido, fedorento, fim da boca?

Marcos Satoru Kawanami