segunda-feira, 7 de dezembro de 2009









SONETO ANALÓGICO
DA LUZ


“Toda Sabedoria vem de Deus.”
(Eclesiástico 1:1)


A luz de um só sol entra na atmosfera,
difunde-se, refrata-se e reflete
ágeis fótons em tudo que acomete,
e um mundo colorido reverbera!

Uma luz vária, desde priscas eras,
também seu ledo nume em tudo mete:
ou é brava eloqüência de trompete,
ou é silente flor… que a vida gera.

Um sol apenas basta ao hemisfério
terrestre por ter luz em abundância
com vida e alegria —esse mistério.

Um Deus apenas basta em nossa errância
por dar Sabedoria —e isso é sério—,
que verte a luz divina exuberância.

Marcos Satoru Kawanami
.

10 comentários :

Adriana Godoy disse...

São os mistérios do Universo. se fossem dois sóis, talvez não existíssemos, nem a Terra. Vc está bastante metafísico. Gosto disso´. Beijo.

Eloisa disse...

Quanta fisica - fótons, refrataçao da luz...
Depois do ENEM tudo isso me cansa. rs

beijo Marcos. :*

Tânia disse...

Falou tudo, Marcos. 1 só Deus nos basta, com toda sua sabedoria. O sol com sua luz. Isso só nos mostra o quanto somos pequeninos diante de Deus. Belo texto.

beijos.

Fred Matos disse...

Pode ser que seja velha a Lira, mas está funcionando bem.
Abração

Mai disse...

E nos desvarios..."...Quando o segundo sol chegar para realinhar as órbitas dos planetas..."
Fiat Lux e a fotografia do cosmo está ai em teu poema, Marcos.

Abraços, poeta.
Paz e bem.

Lara Amaral disse...

Lindo! Seus sonetos são maravilhosos.

Bjo.

Nêssa disse...

Gostei de como colocou Deus e o Sol como únicos e indispensáveis. Responsáveis pela vida e conseqüente alegria de existir, de poder viver.
Há tanto mistério!

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Se tiver um, uma, algo, vários, nenhum, para mim tanto faz.
A VIDA é linda, e o Outro pode e deve ser honrado (como honro a mim mesma).
Mas acho o MÁ-XI-MO (como sempre digo) a tua fé; um dia, quem sabe, eu chegue lá!
Mesmo assim, acho "mais MÁ-XI-MO ainda" a qualidade do teu texto, que - com deus ou sem deus - é sublime, e brilha.
Bjs!

Reflexo d Alma disse...

Ei!
Passando pra conhecer seu espaço.
Lindo tudo por aqui.
Os versos ...leves...
Bem volto depois com calma...vou continuar passeando entre seus escritos.
Vou adorar se passar no meu canto.
Bjins entre sonhos e delírios

Mirse Maria disse...

Marcos!

Maravilhoso soneto!

Diria um meta soneto. "UM DEUS APENAS BASTA EM NOSSA ERRÂNCIA"

Lindo!

Parabéns, amigo!

Abração

Mirse