quinta-feira, 5 de novembro de 2009


CALA A BOCA!


O que eu falo não se escreve,
o que escrevo não se fala.

Dever muito não se deve,
a gargalhada é que cala
o pranto da vida breve.

O que eu falo não se fala,
o que escrevo não se deve...

Marcos Satoru Kawanami

.

8 comentários :

tonhOliveira disse...



Autocensura DELES?

O que calo ninguém sabe,
o que eu sei não é nada...

Ops!
Calei-me!

Há braços...

Patrick disse...

Realidade é que sou um imigrante ilegal do México. E cadê é o meu dinheiro gratis?

BAR DO BARDO disse...

Sim, senhor!

Elga Arantes disse...

Ah, tá! Desculpe, então!

Mirse Maria disse...

STOP!

Belíssimo em poucas palavras!

Parabéns, amigo!

Assino o manifesto, caso precise!

Beijos

Mirse

Adriana Godoy disse...

ainda bem que o que vc sempre escreve nem sempre é verdade ou o que fala? aiaiaiaia! continue, continue...vc deve continuar e gritar!

Rafael Castellar das Neves disse...

Com toda razão...muito bom!!

Abraço..

Rafael

Soneca disse...

me calou.

Inté