terça-feira, 6 de outubro de 2009



APOLOGIA DA BESTEIRA

"A besteira é a base da sabedoria."
(Falcão, compositor cearense)


Tudo o que há de perverso para a Humanidade
desde as guerras às brigas de menor instância,
qualquer hipocrisia ou beligerância,
o Mal, fadigas, farsas, vêm da seriedade.

O que é ruim se veste de sobriedade;
os crápulas, na sua eloqüente jactância,
vestem com gozo o ledo dólman da elegância,
mas deixam sempre rastros de calamidade...

Por outro lado, que mal fez algum mendigo
ou fanfarrão ou ébrio sem qualquer valia?:
examinando a História, lembrar não consigo...

Por mim, o siso nunca mais existiria:
a severidade é fábrica de inimigo,
já a Besteira é a base da Sabedoria!

Marcos Satoru Kawanami

.

15 comentários :

Adriana Godoy disse...

Um modo interessante de olhar a vida...mas só besteira não dá, amigo. Também sou adepta da besteira, mas não seria besteira se não tivesse o outro lado pra contrapor. Ich, falei besteira. bj

Marcos Satoru Kawanami disse...

sim, Adriana, claro. a gente exagera como efeito de retórica.

=D
marcos

Fábio disse...

Tô com a moça aí de cima, muita besteira cansa.

"A besteira é a base da abedoria" è uma boa frase, mais ironica do que sábia.

Abraços.

nina rizzi disse...

"eu não gosto do bom gosto
eu não gosto do bom senso
[...]
eu gosto dos que têm fome
e que ardem de desejo..."

o seu comentário lá no ellenismos, de que o bandeira é cheio de galiscismos me lembrou o seu poema "comentário musical" que também está em libertinagem: "praias gaélicas da irlanda"... rsrsrs... fiquei feliz que vc tenha, finalmente, entendido. é lindo, né? de um lirismo pungente.

beijo.

Henrique Pimenta disse...

Mestre Satoru Kawanami,

minha reverência de humilimínimo discípulo!

BAR DO BARDO disse...

Um dos melhores sonetos que já li em vida. (Não, não sei dessa paradinha de morte e pós-túmulo, não!)

Você é mestre, cara! Mestre!

Marcos Satoru Kawanami disse...

Henrique,

você bebeu?

pára com a perobagem.

te fecha, bagual!


o.O
marcos

Fee disse...

Eu já disse: Falcão é filósofo! rs
E sobressai-se por sua inteligência excepcionalmente besta.

E seu blog é uma joia!

Beeeijo :O)

Mai disse...

G E N I A L!!!

E você foi mestre Marcos.
Nessa apologia da besteira sublinhou uma linguagem apropriada aos tais bossais e com "eloqüente jactância" eu quase cai da cadeira de rir da sua 'sacada' de pertinente elegância.
Você criou um dos mais geniais sonetos que já li. Raro talvez único mesmo.
E Falcão é popular eu olho prá ele e me lasco de rir.

Abraços,

boa semana!

Betho Sides disse...

Gostei demais deste texto Marcos...
Vim lhe convidar a participar
do 1º Encontro Nacional de Blogueiros que vai rola em Dezembro em SC + informações no blog http://bethosides.blogspot.com/
Quem sabe algum amigo virtual seu...já esteja inscrito a oportunidade de colhece-lo é essa!
De uma olhada nas postagens antigas e não ligue para o desabafo que é a postagem atual.
Forte abraço aguardo sua visita!
Betho

Lara Amaral disse...

Muito boa a apologia da besteira!
Grande abraço!

Adriana Karnal disse...

Marcos,
Muito bom, muito bom memso...um soneto ao bom humor que acho fundamental na vida...

Elga Arantes disse...

Já disse 'lá em casa' sobre os seus comentários serem os melhores. Mas vou repetir o que mais gosto nas coisas que vc diz. A imprevisibilidade (é assim que escreve?). Às vezes, usa de uma sinceridade cortante, noutras uma inteligência sóbria, algumas vezes, uma naturalidade sarcástica, uma despretensiosa lição...E ainda escreve em versos!!! Meu tendão de Aquiles!!

Vc é quase um predicado do elogio, rs!

Soneca disse...

uau, tái uma coisa verdadeira...

É muito difícil falar uma besteira costrutiva, merda todo mundo fala.

Sabedoria é uma coisa meio incerta sabe,já que ninguém a têm no bolso, portanto é meio errado colocar uma base à ela.
A inteligência é tão chata, exata, melhor ser um "besteriologista"( Doutores da Alegria)
Uma bom soneto(sua marca registrada, aliás)com uma ótima base, tio.

Inté
ps: Aquele negócio do coment, Marcos, eu NEM pensei nisso, kkk, é só que essa vida está cansando minha juventude, hoho, só descanso quando morrer.

Soneca disse...

mal aê por ter passado tanto tempo longe dessa maravilha aqui, vou comentar em todos \o/