terça-feira, 29 de setembro de 2009



UMA LENDA QUÍMICA


Nos manuais químicos dum laboratório
um Cloreto de Hidrogênio apaixonou-se
um dia
exotermicamente
por uma base.
Vislumbrou-a com seu olhar abrasivo
de uma reação reversível:
uma figura iônica;
olhos 2 molar, boca dativa,
corpo isobárico, seios em suspensão aquosa.
Fez da sua uma vida
à dela eletropositiva,
até que se encontraram
numa solução.
“Quem és tu?” —indagou ele
em precipitado.
“Sou filha de um Alcalino, e neta do Oxigênio.
Mas pode me chamar Hidroxila, de Sódio”.
E de falarem descobriram que eram
altamente reagentes.
E assim se amaram
num ciclo de oxi-redução
oxidando
ao léu da temperatura
e da pressão
metais, não-metais, semi-metais
por entre as colunas da Tabela Periódica.
Escandalizaram os ortodoxos
e desbancaram Lavoisier;
desmoralizaram Clayperon
e a relação de PVT.
Enfim resolveram atingir um equilíbrio,
constituir uma família,
uma família de gases nobres!
De nobreza nada tinham;
nem um tio Xenônio,
nem um primo Hélio...
Mas o produto que tiveram
foi mais venturoso
e providencial:
no bojo dum erlenmeyer
com rendimento cem por cento
nasceram
Água e Sal.

Marcos Satoru Kawanami

.

19 comentários :

BAR DO BARDO disse...

Mas tu manja, hein, caboclo... Caraca!

Lara Amaral disse...

Muito legal a prosopopeia. Abraços!

Lorita disse...

ahhaaaa

Aqui em casa tem uma família de gases nobres!
;)
___

Respondendo...
A véia nunca comi nem pretendo comer!
XD

Bjs

Natália Corrêa disse...

Caramba, tive que explorar meus conhecimentos químicos agora!
Ainda bem que tenho vestibular sábado, e tá tudo fresquinho, ou eu precisaria pesquisar algumas coisas na wikipédia haha - mal de aluno de humanas.

Natália Corrêa disse...

Aliás, esqueci de dizer.
Muito bom!

Cristiano Contreiras disse...

Parabéns!
achei este blog por acaso, gostei da variedade e da seriedade aqui, bom blog! te sigo!

Marcos Satoru Kawanami disse...

Natália,

aos 18 anos, eu não sabia o que fazer da vida; era muito pouco tempo de vida para estar situado no mundo. talvez vc mude de curso ou mesmo conclua outra faculdade depois da primeira. só não ache que o Vestibular deste ano vai determinar o seu futuro, não sofra à toa.



Cristiano,

eu tento ser sério, mas o sonho de mamãe era que eu fosse um rapaz alegre.


paz e bem
marcos

Natália Corrêa disse...

Olha, não sei se é à toa, mas eu estou sofrendo horrores! Então acho que eu vou levar em consideração o seu conselho, mesmo que seja apenas uma "mania de gente velha para aporrinhação de gente nova". É bem mais fácil pensar que meu futuro não depende dessa decisão. =x

a propósito, obrigada :D

Fee disse...

Satoru, as suas visitas são ótimas. O blog não é o mesmo sem ti. hehehe

A gente vire e mexe tá na merda mesmo. rs

Beijo grande

nina rizzi disse...

rsrsrs... meus alunos odeiam química. vou levar pra eles. asism quem não gosta, né, camarada.

beijo :)

Elga Arantes disse...

Bacana demais!

Refresquei a memória, principalmente, quando li "erlenmeyer". Daí lembrei de uma das 'tias' da cantina Elen, tb de uma professora de sobrenome Mayer, rs...

Não entendi, achei que já tinha linkado vc, mas estava só como sua seguidora. Reparei o pecado. Seu blog é coisa pra todo dia, sim.

Um abraço.

Marcos Satoru Kawanami disse...

Nina e Elga,

essa reação occorre de verdade: ácido clorídrico com hidroxila de sódio resulta em sal (NaCl) e água (H2O).


abraço
marcos

Adriana Godoy disse...

Ei, Marcos, com essa química toda tinha que dar bons frutos, né não? Muito interessante essa misturada toda. Só pra quem pode mesmo. Gostei. beijo.

Úrsula Avner disse...

Olá caro Marcos,

seu texto é criativo e lúdico- uma espécie de mini conto... Gostei ! Grande abraço e obrigada pelo carinho de sua visita e comentário.

Patricia disse...

que liiiiiiindo! poxa, eu copiei, mas mantenho os créditos. química é tudo de bom!
beijo*

Lalo Oliveira disse...

A poesia tem um cunho engraçado. Gostei, e nem tenho tanta paixão por química.

Abç

http://poeses.blogspot.com

Soneca disse...

Adorei, deixe eu pontilhar:
A.do.re.i!!!
Sabia que ter decorado a tabela periódica servivria pra alguma coisa, algum dia!
Você escreve de uma forma tão... inexplicável que Romeu e Julieta tem concorrência,Cloreto de Hidrogênio e a Base, com seus seios em suspensão aquosa, kkkkk...

Inté

Sunflower disse...

e as ligações foram da-ativas ou covalentes?

beijas

Marcos Satoru Kawanami disse...

Sun,

maninha, não me comprometa com trocadilhos, que, quando eu escrevi a lenda química, eu era ainda virgem.

...e, do franzido, ainda sou!

...e serei!

...e...seremos? rsrs


=D
marcos