sábado, 8 de agosto de 2009




O BEIJO


O meu amor é coisa indefinida:
existe dentro em mim um sentimento
que oscila entre o riso e o lamento
ao compasso do pêndulo da vida.

Em tudo quanto vejo ou invento,
sempre a ternura se me faz sentida;
assim, amo a chegada e a partida,
amo a carne e o casto pensamento.

Por tudo que acontece sem razão,
ou talvez pela extrema solidão
que me faz desviar do senso reto,

em uma noite quente de verão,
o cúmulo senti do meu afeto:
enterneceu-me o beijo de um inseto!

Nhandeara, 19 de outubro de 2001
Marcos Satoru Kawanami

.

10 comentários :

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Já leu "As boas mulheres da China" da Xinran (esteve na FLIP recentemente, muito simpática)?
Vai achar lá um capítulo que fará você se enternecer com essa mesma imagem...
BJS!

Mai disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mai disse...

Ah!
...Se o maior desejo do amor é um amante e o maior desejo da boca é um beijo e se um inseto te beijou e ficaste enternecido e se aqui não há metamorfose e não és Kafka, sendo assim, não há inseto beijador. Então és tu que tens desejo de um beijo e de um amor, tens desejo de um amor que te beije.
Então é assim: Ou matas este inseto à palmada ou pegas um Ride e spraia nele um jato, e vai à luta, companheiro (ai esse companheiro foi de amargar, mas este seria um comentário de alguém que não ama nem gosta de poesia o que não é o meu caso...)
.
Então, ainda que as palavras sejam as mesmas, desde Homero,
(e não me leva a sério, eu sou hiperbólica, mesmo)e ainda que, em princípio eu tenha sido irônica, a sério, me emocionei.
( mais com teu poema do que com o inseto beijador).

Abraço,

amigo?

Ane Brasil disse...

Bicho, te mordeu a mosca da loucura?
Brincadeirinha...
é que eu acho tão bonito esse lance de poetar... mas eu não consigo, então fico falando bobeira...
Sorte e saúde pra todos!

Tânia disse...

Lindo poema Marcos..

beijos.

Lalo Oliveira disse...

Aqui sequer tem insetos! hauhahua

Fee disse...

Oi.
Passou muito tempo. Por que sumiu, Marcos?

A sátira ficou super bacana, engana muito bem no começo.

Apareça para o chá!

Beijos

Paola disse...

Que ósculo mais doce Marcos!

Realmente, me pegou cara.kk

Inté

BAR DO BARDO disse...

Olá, Marcos!

Meu computador acho que não quer me avisar de suas novas postagens. Bem, quanto ao dito inseto, melhor, os insetos, é um sugando o outro, parasita sobre parasita e a cadeia alimentar continua...
Não é?!

Lara Amaral disse...

Que máximo! Adorei. Seu blog é sensacional!