segunda-feira, 17 de agosto de 2009

ESCOLA

Rostos risonhos, sonhos juvenis;
fraternidade, amor, palpita a vida,
a vida que começa a ser vivida,
a vida que só sabe ser feliz.

Almas atentas ao que o mestre diz,
que diz como quem canta em sua lida;
em cada aluno, a sorte prometida;
e o mestre, além de mestre: um aprendiz!

Um ar de baile espraia melodia
volátil, que veloz logo se evola
como o fresco sereno ao vir do dia.

E, a cada dia, o Sol, celeste bola,
compartilha do gozo, da alegria,
que impera e se renova em cada escola.

Marcos Satoru Kawanami

.

11 comentários :

Mai disse...

"...um ar de baile..."
Senti neste soneto o ar e o baile das palavras, dos sons de tudo...
Singelo, belo como o sol se espreguiçando numa manhã indolente.
Abraços,

BAR DO BARDO disse...

genial, msk

eu sou prof.

identifico-me

muito bom mesmo!!!

Tânia disse...

Pois é.. nós aprendemos com os mestres, os mestres aprendem conosco..e a vida vai seguindo.. em seu eterno aprendizado.
Adorei o texto Marcos.
beijos.

Adriana Godoy disse...

Quisera fosse assim, já não sou mais...a escola também não. Ainda bem que existe a poesia.beijo.

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Nessa Escola-Vida a gente se forma (se quiser, claro) mas não termina o curso... No máximo fica preparado para virar poeira de estrela, um dia...
BEIJOS!

Mateus Henrique Zanelatti disse...

Caro Marcos, você disse tudo... Pensando agora, a escola foi realmente isso.

Abraço

Soneca disse...

kkkk
Quem dera se fosse assim mesmo...
Mas, afinal; o imperfeito da um gostinho a tudo.
Apesar de não gostar muito de levar chuva quase todo dia(cidade da garoa ¬¬"). Acho que a escola é uma amostra de uma grande mestra:
A vida.

Inté

Eloisa disse...

'celeste bola', juro que li cebola. hahaha
tenho saudade da epoca da escola. hum

beijo, Marcos.

Ana Karenina disse...

Ai, que me bateu uma nostalgia...

Junker disse...

Ah... a escola foi a pior epoca! E agora to na faculdade... e parece q to morrendo aos poucos! (desabafo)

Renata de Aragão Lopes disse...

Excelente!

"o mestre, além de mestre: um aprendiz!"