segunda-feira, 31 de agosto de 2009

MARINA SILVA - pra presidenta!



Marina, morena Marina
se candidatou
Marina, você faça tudo
mas faça o favor

Não ganhe esse posto que eu gosto
que eu gosto e que é só meu

Marina, você foi ministra
e deu no que deu

Me comprometi com a Dilma
e não posso falhar

Eu vou arranjar um negócio
procê se arrumar

Eu já prometi tanta coisa
que mais uma não me faz mal

Se você desiste, Marina,
te dou o pré-sal

Pré-sal pra você...
pré-sal pra você...

Paulo Moreira

.

terça-feira, 25 de agosto de 2009



AMOR DE FRUTA


Os brutos também amam foi estória
que fez muito sucesso pelo mundo;
da sala do cinema lá no fundo
o beijo celebrado hauria glória.

Merecem ter, do Amor, todos vitória...,
assim sonhou algum meditabundo;
mas ocorre é que o peito vagabundo
acaba da sarjeta sendo a escória.

Até os brutos foram contemplados,
merecendo da Arte piedade
para em sonho, talvez, serem amados.

Mas tem do Amor também sua amizade
a rapariga da triste labuta,
a qual não menos ama, sendo fruta.

Marcos Satoru Kawanami

.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

ESCOLA

Rostos risonhos, sonhos juvenis;
fraternidade, amor, palpita a vida,
a vida que começa a ser vivida,
a vida que só sabe ser feliz.

Almas atentas ao que o mestre diz,
que diz como quem canta em sua lida;
em cada aluno, a sorte prometida;
e o mestre, além de mestre: um aprendiz!

Um ar de baile espraia melodia
volátil, que veloz logo se evola
como o fresco sereno ao vir do dia.

E, a cada dia, o Sol, celeste bola,
compartilha do gozo, da alegria,
que impera e se renova em cada escola.

Marcos Satoru Kawanami

.

sábado, 8 de agosto de 2009




O BEIJO


O meu amor é coisa indefinida:
existe dentro em mim um sentimento
que oscila entre o riso e o lamento
ao compasso do pêndulo da vida.

Em tudo quanto vejo ou invento,
sempre a ternura se me faz sentida;
assim, amo a chegada e a partida,
amo a carne e o casto pensamento.

Por tudo que acontece sem razão,
ou talvez pela extrema solidão
que me faz desviar do senso reto,

em uma noite quente de verão,
o cúmulo senti do meu afeto:
enterneceu-me o beijo de um inseto!

Nhandeara, 19 de outubro de 2001
Marcos Satoru Kawanami

.

domingo, 2 de agosto de 2009



Minha Nora Vidente


Achei, de minha parte, coisa boa
os zelos e cuidados que agora
ao meu filho dispensa minha nora,
a qual varre, cozinha, e ensaboa.

Pois, antes, nem sequer mesquinha broa
degustava meu filho ao vir da aurora,
moído a sustentar a tal senhora
que ao banho não se dava, tão à toa...

Hoje em dia, meu filho passa bem:
a mulher tomou viço e se perfuma,
cuida do lar com ânimo também!

Mas a transformação se deu, em suma,
depois que um “anjo” lá chegou —de trem—
por benzer as mulheres, uma a uma!

Marcos Satoru Kawanami
.

sábado, 1 de agosto de 2009








SAUDADE


"Saudade é o sentimento que fica daquilo que não ficou."
(Luciane)




De todas que me beijaram,
de todas que me abraçaram
já não me lembro nem sei...
São tantas que me amaram,
são tantas que eu amei.
Mas tu, meu rude contraste,
tu, que jamais me beijaste,
tu, que jamais abracei,
só tu nesta alma ficaste
de todas que eu amei!

(autor desconhecido)

.