segunda-feira, 27 de abril de 2009

SONETO ANALÓGICO DA LUZ

“Toda Sabedoria vem de Deus.”
(Eclesiástico 1:1)


A luz de um só sol entra na atmosfera,
difunde-se, refrata-se e reflete
ágeis fótons em tudo que acomete,
e um mundo colorido reverbera!

Uma luz vária, desde priscas eras,
também seu ledo nume em tudo mete:
ou é brava eloquência de trompete,
ou é silente flor… que a vida gera.

Um sol apenas basta ao hemisfério
terrestre por ter luz em abundância
com vida e alegria —esse mistério.

Um Deus apenas basta em nossa errância
por dar Sabedoria —e isso é sério—,
que verte a luz divina exuberância.


Marcos Satoru Kawanami


.