segunda-feira, 20 de abril de 2009








Eu Não Existo Sem Você

Tom Jobim / Vinícius de Moraes














Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim
Que nada nesse mundo levará você de mim
Eu sei e você sabe que a distância não existe
Que todo grande amor só é bem grande se for triste
Por isso, meu amor, não tenha medo de sofrer
Pois todos os caminhos me encaminham pra você
Assim como o oceano só é belo com o luar
Assim como a canção só tem razão se se cantar
Assim como uma nuvem só acontece se chover
Assim como o poeta só é grande se sofrer
Assim como viver sem ter amor não é viver
Não há você sem mim, eu não existo sem você

-------------------------------------


COMENTÁRIO:
Samba bonito, que sempre gosto de ouvir.
Mas o poeta não pode ser triste até o fim, pois diz o livro bíblico do Eclesiástico que quem pensa que a vida é triste está no caminho do erro.
Sim, o romano Marco Túlio Cícero, em sua obra Saber envelhecer, comenta que a tristeza é muito mais comum na adolescência do que na velhice. Ora, adolescente é cognato de dolente, dolorido, que sofre. E o clássico latino continua sua apreciação dizendo que o velho sábio é bem-humorado e feliz! Isso causou-me espécie sobremodo pelo fato de que Cícero morreu antes da boa-nova de Cristo, morreu em 43 a.C., aos 63 anos de idade.

.