terça-feira, 3 de março de 2009


PERFEITA GLÓRIA

Querida senhorita Mariano,
dedico-te estas mal traçadas linhas
por tudo que em meus olhos adivinhas
nunca findar com o passar dos anos.

Nos teus olhos, transporto-me a outro plano
avesso ao mundo das noções mesquinhas,
e as rimas que me vêm já não são minhas,
mas cópia do teu canto soberano.

Enfim o trovador tem por quem cante,
após o exílio amargo, mudo e triste,
que foi como não ser a cada instante.

Guerreiro pela paz, lápis em riste,
vou traduzir o Amor do teu semblante,
que és tu perfeita glória do que existe!

Marcos Satoru Kawanami

.