terça-feira, 31 de março de 2009









LENDA DO PERU

ao Milton Coelho da Graça








Contemplativo acerca da beleza
que lhe era própria, um dia, o Pavão
pensou: “Por que não alço os pés do chão,
e conquisto a cerúlea realeza?”.

Por ser ele incapaz de tal proeza,
lastimou do Destino a ingratidão
que ao Urubu, mais feio que um Dragão,
permitia voar por natureza.

Eis que então, num lampejo inteligente,
propôs ao Urubu, que voava à toa,
unir em matrimônio conveniente

seus filhos. Foi assim que da Pavoa
veio ao mundo o Peru, hibridamente;
que é feio pra dedéu… e ainda não voa!

Marcos Satoru Kawanami

.

7 comentários :

R. disse...

Bom DEMAIS, rapaz!

E me dá um gole desse chá aí que você anda tomando.

Abraço!

Eloisa Faccio disse...

Eu já ouvi esta história!
Acho que foi em algum livro de literatura lido recentemente, nao me recordo! hehe

Maria Inácia Bellico disse...

Tadinho do Peru! Ótimo texto!.

Bjim*

Nêssa disse...

Divertido! adorei o poema!
Faz tanto tempo que eu não venho aqui! é por causa do colégio(que acha que eu não vivo)mas sempre que dá eu passo aqui, as vezes nem dá pra fazer um comentário pertinente,rs...
ah! então você tinha a mesma idade que eu quando escreveu "Francisco Convenciona", rs será que é coisa de idade? rs espero que sim!

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Hilário!
BJS!

Arlequim disse...

HAIUAHAIUHA
ótimo; mas fiquei com peninha do peru. xD
Ah, TERRORÍFICA é uma palavra bem boa.
ahuihaiuahaiuaha
curti.
E eu nem sou tão doida assim, acho. rs
Beijos.
Ps: Beirut é realmente bem bacana

Eloisa disse...

Espalhando Beirut por ai Marcos? hihi
é realmente um som muito bom. acho que você comentou sobre eles no blog, mas enfim.. eles lançaram um CD novo! e claro, eu já baixei e viciei. rerere
Abraços, e poste mais aqui que eu gosto! (k)