domingo, 1 de março de 2009







AMOR DE CORNO


Eu devo ser tratado como um verme:
qualquer castigo é pouco para corno,
conforme diz o povo; e pese o adorno
sobre a minha cabeça a entreter-me...

Quando ainda eu gozava na epiderme
o tátil gozo do teu corpo morno,
delegava ao sabão, vassoura e forno
o afeto que não pôde comover-me.

Mas neste pranto em forma de bolero,
eu me humilho até o cúmulo do brega
se ter-te novamente é o que mais quero!

Na fossa a gente vê que o bicho pega,
na lata implorarei sem lero-lero
até que desta voz não reste prega!

Nhandeara, 6 de maiô em 2008, ai que frio!
Marcos Satoru Kawanami

.

14 comentários :

Cami disse...

Poema bem fossa esse e muito legal!

Bjão!!

Cami disse...

Poema bem fossa esse e muito legal!

Bjão!!

Tânia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tânia disse...

Poema bem fossa esse e muito legal![2]
Beijoo >.<

Tânia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tânia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tânia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tânia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tânia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Calila das Mercês disse...

Essa onda de corno aí é complicada mesmo...
E o pior é que quando a pessoas é sempre é o último a saber!!

Saudações Marcos

Fee disse...

Pareceu comigo no verão de 2003. Que horror! Não o seu poema, mas eu, no verão de 2003. É uó levar chifre e ainda gostar da peste. Nessas horas é que a gente tem que fazer uso do tal do amor-próprio.

bjo

Marcos Satoru Kawanami disse...

Cami e Tânia e Calila,
Seria triste se eu fosse corno, aí eu talvez não escrevesse sobre o assunto. Mas se sou corno, até hoje não sei de nada... rsrs

Fernanda,
Então vc achou divertido, essa era a intenção. Eu tenho vários versinhos safados de corno, sempre me autoesculhambando; é, porque chamar os outros de corno não é engraçado.
Mas que cara burro foi por chifre em vc?

Sayonara Moreno disse...

ahaha...
Basta sermos seres sexuados pra estarmos fadados à possibilidades de sermos cornos!!
Quem nunca foi um na vida?!
Entendo que "corno" é aquele traído e q assume!
Entedo certo? ou errado?!
abraçosss...
adorei o bolg!
to seguindo, viu?!!
add aos favoritos!

Fee disse...

Exato, era um asno, dos piores! Mas tinha olhos claros e fala mansa. Fui corna por tempo demais. hahahahahaha