segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

POESIA, PARTÍCULA EXPLETIVA

POESIA,
partícula expletiva


Mundos em sucessão;
muitos, muitos...,
cada um diverso do precedente;
outros conceitos, nova concepção;
todo instante uma verdade;
em número imensurável
arranjos,
simultaneamente
realidades
distintas semelhantes cambiantes particulares
por causa dos mundos
concupiscente
conjugação.
Assim o “lá me faz bem”,
assim o “lá não suporto”,
o “que felicidades!”,
e aquela situação exasperante...;
todo instante
um parecer;
mundos em sucessão,
o que é vai já deixando de ser:
umas pessoas –tudo bem,
outro arranjo –também,
o mesmo arranjo e cai mal;
bom-ruim-tanto faz
e Poesia onde cai?
Poesia e seus versos
luta, pro-
cura por
cura
a propor
em luta:
pareceres? reflexões?
Indiferença dos céticos
herméticos ven-
cidos porém!
Poesia de alguns...;
compunção, talvez,
con-
solação
não;
a troça de outrem,
troça do próprio poeta
janela
e cai
Poesia em todo mundo em ausência
onisciência
trivi-
al tanto faz;
pois toda vida
janela
e cada janela um mundo;
muitos, muitos...
e o Mundo tantos mundos
em conurbação de mentes
dementes
nos põe
em social conjugação;
e eu e meu vizinho e eu
e nosso vizinho ele
de um mundo terceiro
de sua janela terceiro mun-
dista assim como eu assim como tu
desde manhã percorre mundos a fio
(pela vida que vê de dentro
pela vida que vive fora)
no jesto mais efêmero,
aos furtivos olhares,
nas palavras soltas,
no discurso grave,
em tagarelices
tristes felizes
a cada mais volátil instante
ante
da vida as implicativas
combinações
de vida de mundos-instantes
cambiantes;
tudo sendo instantâneo,
tudo particular
—Poesia, partícula expletiva.


Marcos Satoru Kawanami
.

13 comentários :

Karine disse...

Muito bom.Gostei da profundidade.É tão estranho quando a gente se identifica com umas coisas que parecem tão difíceis de entender...Assim é a poesia.

^^

Obrigada pelos seus comentários.

Ah..Eu ainda não fui pra Londres.Só em Março.

;)

beijos!
:***

Marianna Neves disse...

Rpz!!! Agora você me derrubou!! Cheguei na metade, me confundi toda... Cabousse... desisti!! Vc traduz e eu comento ok? hhiihihi
Não tire onda com a minha cara por isso. Estou sendo sincera pelo menos.

Bjos.

Lais Dutra. disse...

valeu pelos comentários marcos, realmente gostei deles (:

seu texto ta bem complexo, mas me tocou bastante.

Fee disse...

Eu vou copiar o Zé, sabe. Geraldo!

"Uma visão poética, nesse mundo prático, pode vir a ser fatal...
...
E vem um cara e diz que eu sou louco, que só ando viajando, pensando que ainda estou em meia oito, ainda cantando canções de amor e paz, rapaz. Oh! Quanto tempo faz, mas... tudo a ver"

----
Eu penso que a poesia é uma coisa, um sei lá o quê que tá dentro do plano da vida. E tem tanto zumbi perto da gente, não é?!

MSK, obrigada, de verdade!

Bj:O)

Monday disse...

Marcos, tem selo e meme pra ti, lá no blog ...

mais tarde passo com calma pra ler o poema e comentar ...

abraço

R. disse...

Bicho, vi seus comentários no blog da Anna e te achei meio maluco, não achei que ia entrar aqui e encontrar um poema tão bom. Achei que, sei lá, fosse encontrar alguma montagem de "separados no nascimento". E quanto ao fato de todo homem ser corno, um analista do TCE, em um jantarzinho que acabou virando cachaçada, certa vez me disse a mesma coisa: "todo homem é corno e quem não for ainda vai ser". Óbvio que ele é corno. Até onde eu sei, não sou, não fui e se eu desconheço o fato continuo sem ser. Só me envolvo com santas canonizáveis!

Um grande abraço!

Cáh Morandi disse...

gostei. gostei mesmo :)

Ray disse...

Bacana demais! Uma das que eu mais gostei, certeza! rs
Ô raiva de pessoas como vc e a Fee que parecem ter mais intimidade com as letras do que qualquer ser. rs
Beeeijo pro xuxu da moça de sapato grande (!). rs

Marianna Neves disse...

ÊPA! Mulher fofoqueira nãããoooo kkkkkkkk. Até pq na minha sala os meninos são mais nojentinhos qt a isso. Mas fazer entrar pelo ouvido e sair pelo outro quando pedem sua opinião é meio complicado. Já tentei, mas ficaram com raiva!!! kkkkkk... Mas é complicado demais lidar com pessoas com a mente totalmente diferente da sua. Haja paciência viu! E eu ainda tenho 2 anos de curso ¬¬

Lais Dutra. disse...

Acho que não tem nome não, hehe só escuto de tudo, e gosto de coisas diferentes. Tem muitas outras bandas e cantores(as), muito legais que eu vou achando por aí,e que são bem diferentes.

a moça da foto sou eu sim (:

'a hora da estrela' é um ótimo livro mesmo, gosto muito dele, tem filme? nossa não sabia, vou procurar. valeeu

beijo

Anna Clara disse...

Era a foto da minha mãe, quando tinha mais ou menos, a minha idade.

E não, ela não é ordinária.

Lela disse...

(pela vida que vê de dentro
pela vida que vive fora)



Gostado.

Diandra disse...

Poesia! Poesia! Adoro.

Mas posso falar? TO RINDO DEMAIS até agora. Como você foi corno aos 6 anos!? ajajaja desenvolva sua história.

e posso pedir? Como faz pra resolver o negócio dos feeds que vc falou esses dias?

beijos!